Copyright Head Start 2013

Nova lei de imigração sobre vistos de trabalho

July 8, 2017

 

As mudanças nas leis de imigração da Nova Zelândia, anunciadas pelo Ministro de imigração Michael Woodhouse, entrarão em vigor no dia 14 de agosto de 2017. Como estas mudanças poderão  afetar os planos de quem está vindo para NZ estudar, trabalhar ou com planos maiores de conseguir a residência no país?

Meu objetivo é de apresentar algumas ideias simples em algumas das mudanças nas leis de imigração  para a Nova Zelândia do meu ponto de vista. As mudanças em si, o que foi introduzido, retirado ou modificado, eu acredito que todo mundo já tenha uma boa ideia, se não segue o link para busca.

 

Estudos:

No momento ainda não foram anunciadas nenhuma mudança neste setor, no entanto, as mudanças anunciadas nas leis de imigração para o visto de trabalho (utilizando as habilidades essenciais) e de residência (utilizando o Skilled Migrant Category-SMC) afetarão os planos de muita gente. As pessoas diretamente influenciadas serão as que apostaram ou estão pensando em apostar na qualificação através de estudos no país como uma possibilidade de se conseguir um visto de trabalho numa profissão até então denominada de ‘Skilled’, a fim de se conseguir pontos para a residência. Agora com as mudanças propostas que entrarão em vigor em 14 de agosto, quando o estudante se graduar na profissão denominada, como de habilidade essencial, terá então mais um desafio: o de conseguir um trabalho que pague o salário anual exigido pela imigração de $48,859 para que sua profissão seja considerada como sendo de habilidade essencial (essential skilled) e ganhar os pontos que ajudarão no somatório para obtenção da residência.

Trabalho:

As mudanças neste setor estão relacionadas à categoria de habilidades essenciais (Essential Skills).  

Serão introduzidos dois tetos salariais: o de $48,859 e o de $73,299 para que a profissão seja considerada como sendo de habilidade essencial no país.

O primeiro teto salarial de $48,859 NZD:

Está relacionado às profissões qualificadas através de estudo ou experiência e que estão em demanda no país ocupando posição de 1 a 3 no sistema de classificação utilizado pela Nova Zelândia e Austrália (ANZSCO 1-3) onde o profissional teria que ganhar no mínimo $48,859 ao ano para então conseguir um visto de trabalho utilizando a categoria de habilidade esssenciais em demanda no país (essential skills work visa). Se a oferta de trabalho tiver então um teto salarial de $48,859 ($23.49 a hora) isto significa que o profissional terá direito aos pontos para residência e de trazer a família, onde  o companheiro(a) teria o direito a visto de trabalho e os filhos em idade escolar teriam o direito a acesso escolar gratis.

 

E se o seu trabalho pagar abaixo deste valor anual?   

Se o salário não atingir esta marca sendo inferior, o trabalhador estará automaticamente trabalhando numa profissão considerada de baixa ”qualificação/habilidade” e consequentemente o trabalhador não terá o direito aos pontos para a residência e o parceiro ou parceira e filho(s) em idade escolar não terão respectivamente o direito a visto de trabalho e estudos. No entanto, o parceiro ou parceira e filho(s)poderão ficar na Nova Zelândia com visto de visitante ou aplicar para outro visto como o de trabalho ou estudo, mas por conta própria.  

Redução da duração do visto de trabalho:

Uma outra mudança proposta que gostaria de comentar é a redução do tempo de visto de trabalho para trabalhadores em profissões consideradas de baixo “qualificação/habilidade”, a duração máxima do visto seria de 3 anos e, após este período, o trabalhador não poderia aplicar para outro visto de trabalho processo que ocorre atualmente. Nesta nova lei, após 3 anos trabalhando na Nova Zelândia, o trabalhador só poderia aplicar para outro visto depois que um determinado período de tempo transcorresse.

Segundo teto salarial $73,299 NZD:

Uma notícia boa no sistema de remuneração para classificar profissões como pertencentes à categoria de habilidades essenciais para o país, foi a introdução do teto salarial de $73,299 ($35.24 a hora) onde profissionais de qualquer profissão que ganhem este valor anual, serão então considerados como ocupando profissão na categoria de habilidades

essenciais para o país. Isto significa que estes profissionais depois que a lei passou a vigorar também poderão reivindicar pontos para a residência.  

       

E se seu trabalho pagar acima deste valor anual?

Uma outra boa notícia anunciada relacionada a remuneração é que se o seu salário médio anual for de $97,718.00, você ganhará então pontos extras, na sua aplicação para residência utilizando a SMC.

Este teto salarial é fixo e definitivo?

Não. A base salarial será revisada anualmente de acordo com a base salarial média do país. Então, se seus planos são de conseguir pontos para residência baseado em seu salário melhor ficar bem informado e de olho nas mudanças.   

 

Quem sao os maiores beneficiados com estas mudanças?

Estas mudanças irão favorecer principalmente a profissionais ainda jovens e altamente qualificados. Conta-se com o aumento da pontuação para profissionais de formação universitária com pós-graduação (mestrado, doutorado) e que possuem experiência de trabalho nas áreas de formação profissional listadas na categoria de habilidades essenciais para o país ANZSCO de nível 1-3. Outros beneficiados direto são os profissionais bem pagos que ganham acima de $73,299 anual.    

 

Eu sou Dila Lima, conselheira de imigração para a Nova Zelândia. Sou uma profissional com licença irrestrita concedida pela Autoridade de Imigração da Nova Zelândia. Para mais informações sobre as mudanças ou para representação no seu processo de aplicação de visto, por favor ,entre em contato comigo e nòs da Head Start Visas teremos o prazer de ajudá-lo em todo o processo.

 

 

Quem tiver interesse em ler o artigo completoem ingles da notícia das mudanças propostas nas Leis de imigração seguem links que podem ajudar:

https://www.immigration.govt.nz/about-us/media-centre/news-notifications/skilled-migrant-category-changes

https://www.immigration.govt.nz/about-us/media-centre/news-notifications/review-temporary-migrant-work-settings

https://www.immigration.govt.nz/about-us/media-centre/news-notifications

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload